Vile Design Agencia Digital Campinas | Guia Completo sobre tamanho de post ideal para blog!
14399
post-template-default,single,single-post,postid-14399,single-format-standard,ajax_updown_fade,page_not_loaded,qode-page-loading-effect-enabled,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,vss_responsive_adv,vss_width_768,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-13.2,qode-theme-bridge,qode_advanced_footer_responsive_1000,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive

Guia Completo sobre tamanho de post ideal para blog!

O tamanho ideal depende, principalmente, da complexidade do assunto do conteúdo. Estima-se que, para ranqueamento no Google, um blog post deve ter ao menos 500 palavras, mas pode chegar a mais de 2000.

No mundo do marketing de conteúdo, um dos assuntos mais polêmicos é, sem dúvida, referente ao tamanho de post ideal. Pode não parecer, mas esse assunto é tão controverso que esquentaria qualquer almoço de família ou uma reunião entre amigos no bar! Logo, para amenizar os ânimos, vamos tirar as suas dúvidas.

Neste artigo, você entenderá por que um conteúdo curto não é visto com bons olhos pelo Google; descobrirá também quantos caracteres um post precisa ter para ser indexado no maior buscador do mundo e quais são os tipos de conteúdos mais propícios a conquistar melhores posições na internet.

Quantos palavras meu texto deve ter?

Para ser indexado corretamente no Google, seu texto deverá ter mais de 300 palavras. Quando ele não supera essa marca, a qualidade do SEO (Search Engine Optimization) é menor. Alguns especialistas defendem, inclusive, que o tamanho ideal é entre 400 e 600 palavras.

No entanto, antes de produzir qualquer conteúdo, lembre-se que o objetivo do seu texto deverá ser sempre solucionar o problema da sua persona. Caso contrário, perderá valor, pois o vício da famosa encheção de linguiça entrará em cena. Para evitar que isso ocorra em seu blog, vale aplicar algumas dicas:

  • Conheça a sua persona;
  • Invista em entrevista de profundidade;
  • Pesquise bastante informações sobre o assunto;

Por que escrever no tamanho correto?

Desde o ensino médio aprendemos que um bom texto deve conter introdução, desenvolvimento e conclusão. Geralmente, quando esses três elementos estão alinhados, fica mais fácil entender sobre um determinado tema.

Quando produzimos um blog post com 500 palavras, por exemplo, é possível desenvolver essas três importantes partes do texto com tranquilidade. A estrutura se dividiria da seguinte forma:

  • 100 palavras: introdução
  • 300 palavras : Desenvolvimento
  • 100 palavras: conclusão + Chamadas de ação (links)

Claro, este é apenas um exemplo e você não precisa adotá-lo em todas as suas produções daqui pra frente. A forma como seu texto irá se desenvolver depende do seu estilo de escrita e da complexidade do seu conteúdo.

A única regra que você precisa seguir é em relação ao tamanho de post ideal. Quanto mais palavras você escrever, mais leitores ficarão atraídos pelo seu conteúdo e sua página ficará melhor posicionada em motores de busca.

Como escolher o tamanho do meu texto?

Na internet, é possível encontrar textos de diferentes tamanhos. Devido a esse fator, vamos apresentar as características de cada um para que você entenda qual formato é mais indicado para o estilo do seu blog pessoal ou do blog do seu cliente.

Blogs posts de até 300 palavras

Embora destacamos neste artigo que textos com esta quantidade de palavras não é visto com bons olhos pelo Google, ainda é possível encontrá-los no mundo virtual com os seguintes formatos:

  • Clipping;
  • Opiniões curtas;
  • Comentários de notícias;
  • Acontecimentos diversos.

Blogs posts com 300 a 500 palavras

Até recentemente, este era considerado o formato ideal de um texto em um blog. Em várias situações, as dúvidas das personas foram respondidas com poucas quantidades de palavras.

No entanto, com o passar do tempo, percebeu-se que temas mais complexos necessitavam de mais volume.

A tese faz sentido até hoje. Imagine, por exemplo, explicar cada detalhe de um tema polêmico (como o que estamos discutindo agora) em apenas 500 palavras? Não há dúvidas: ficaria bastante superficial.

“No mundo do marketing, tamanho é documento”

Blogs posts com 500 a 2000 palavras

Atualmente, este é o tipo de conteúdo mais utilizado em blogs posts espalhados pelo mundo virtual. Para o Google, textos com mais palavras tendem a conquistar as primeiras posições. Portanto, para alcançar o resultado desejado, acerte na escolha da palavra-chave do seu artigo. Para isso, siga as seguintes dicas:

  • Opte por palavras-chave long tail;
  • Escolha os principais assuntos do

Blogs posts com 2000 palavras

Quando você escreve um conteúdo abordando um tema específico com detalhes, ele tem boas chances de classificar entre nas primeiras posições do Google. No entanto, isso não é suficiente.

Assim como no capítulo anterior, é necessário usar a long tail com inteligência e naturalidade no decorrer do artigo, buscando sempre a resolução de problemas dos seus prospects.

Com base nessa informação, vamos revelar um segredinho para você. Em textos grandes, como os de 2000 palavras, você pode ranquear no Google com uma palavra-chave head tail. Para isso, o seu texto precisa seguir todas as técnicas de SEO.

Um bom exemplo de textos grandes que utilizam palavras-chave head tail são os artigos âncora: publicações que abordam diversos pontos de um assunto, sempre inserindo links de outras postagens que, por sua vez, irão tratar essas questões individualmente e com detalhes.

  • momento;
  • Escolha somente uma palavra-chave. Várias palavras-chaves no mesmo artigo impedem que o Google identifique o foco do seu texto;
  • Não repita a palavra-chave muitas vezes no decorrer do texto, caso contrário, seu conteúdo pode ser penalizado pelo Google. O volume ideal de repetições é uma vez no título, uma vez no primeiro parágrafo, uma vez no último parágrafo e em um dos intertítulos da sua redação.

Como a pauta pode ajudar a determinar o número de palavras?

Uma forma de descobrir o número ideal de palavras para o seu artigo é criar o hábito de construir boas pautas. Elas contém informações importantes que podem ajudá-lo a definir quantas palavras serão necessárias para o seu conteúdo.

Na busca pelas referências, por exemplo, é possível identificar o quanto de conteúdo você terá disponível para criar um bom material.

No processo de construção de pautas, tenha uma atenção especial em relação à descrição geral. Nela, será possível identificar a composição do seu texto, ou seja, o que o redator terá que acrescentar ao artigo.

Assim, com todas essas informações, é possível concluir que a quantidade de palavras de um artigo deverá ser definida a partir de três importantes fatores:

  1. o problema que você pretende solucionar com o texto: quanto mais complexo, mais palavras são exigidas para explicá-lo;
  2. a palavra-chave: long tails são ideais para textos menores, head tails para textos maiores, como os textos âncora;
  3. o público que deseja atingir: o tipo de público determinará a linguagem e o tom da escrita, o que influenciará diretamente no número de palavras necessário.

Ou seja: não há um tamanho correto em relação a esse assunto. Porém, uma certeza que temos é que quanto mais preciso você for no tamanho do seu post, melhor será o seu SEO.

Quando um texto precisa ser mais extenso?

Há muitas situações nas quais um texto pode precisar ser expandido. A isso chamamos de extensão ou atualização. Ao longo da sua carreira como redator, em alguns momentos será preciso construir peças assim, que expandem as informações transmitidas no texto inicial ou complementam o seu sentido com novidades que não eram acessíveis até o momento da publicação.

Mas quando exatamente saber que um texto precisa ser estendido? E o que fazer nesses casos? Reescrever tudo do zero, complementar parágrafos ou adicionar novos tópicos que endereçam problemas não contemplados pelo primeiro texto?

É sobre isso que vamos falar nos tópicos abaixo. Você entenderá, de uma vez por todas, os motivos que fazem com que um texto precise ser atualizado ou expandido e verá quais são os principais recursos que um produtor de conteúdo tem para fazer isso. Vamos lá?

Extensão de conteúdo: o que é?

Uma extensão de conteúdo é a complementação de uma postagem já existente. Vamos supor que o seu blog é sobre tecnologia e internet e que há uns dois ou três anos atrás você fez uma postagem intitulada “Tudo que você precisa saber sobre Inteligência Artificial”.

Em tecnologia, como em muitos outros assuntos, três anos é bastante tempo. E, obviamente, as informações que você transmitiu no primeiro texto podem não ser mais tão relevantes quanto outrora. Não nos leve a mal, não queremos dizer que o seu texto tornou-se completamente obsoleto.

Provavelmente o conceito de Inteligência Artificial que você utilizou ali não mudou com o passar dos anos. Mas para manter o conteúdo interessante e atraente para os visitantes que chegam até a sua página por meio de um motor de busca (e continuar bem posicionado em termos de SEO) pode ser que o tópico precisa ser revisado. Você provavelmente enumerou ali alguns exemplos de aplicação da tecnologia, por exemplo, que não são mais tão importantes assim ou que já foram ultrapassados por novidades nesse campo.

Esse é um dos principais motivos para fazer uma extensão de conteúdo. Nela, há a oportunidade de se pegar um post que já está bem ranqueado nos buscadores e fazer com que ele se torne ainda mais relevante. Você já deve saber, a essa altura, que a relevância de um material é um dos principais fatores que mantém a sua posição no Google e que perder espaço no buscador para outros conteúdos mais recentes ou conquistar esse espaço com uma nova postagem sobre o mesmo tema e com palavras-chaves parecidas pode ser difícil.

Então você opta por uma revisão do conteúdo. Nessa revisão são eliminadas informações que não mais condizem com a realidade e incluídos novos dados, desdobramentos e características que não foram exploradas na postagem inicial.

Todavia, esse não é o único caso em que uma expansão pode valer à pena. Há muitas situações em que fazemos o que é chamado de atualização de conteúdo, ou seja, adicionamos novas informações a um material que já é forte para que ele volte a ser compartilhado nas redes sociais.

Pense que você fez uma publicação sobre um cientista há alguns meses atrás e hoje ele ganhou um prêmio Nobel. É uma boa ideia incluir esse fato na sua postagem, trazê-la de novo para a página inicial do blog e divulgá-la pela internet. Assim, leitores curiosos com o fato recém descoberto podem ter acesso a ela e quem sabe se tornarem visitantes frequentes do seu blog.

Quais as vantagens disso?

Aumentar ou atualizar um texto traz uma série de vantagens para os conteúdos publicados em seu blog. Mas aqui vamos falar, especificamente, dos artigos “cornerstone”, “keystone” ou na versão brasileira “artigos âncora”. São artigos âncora aqueles que tem cerca de três mil palavras e conectam os conteúdos postados em um blog, servindo como uma fonte de hiperlinks.

Os artigos âncora precisam oferecer informações completas para a persona e são feitos para ter um grande destaque na sua página. Eles são alguns dos favoritos do Google quando o assunto é ranqueamento e podem trazer muito tráfego para um site. Por isso, não é de se admirar que artigos âncora seja um alvo da extensão.

Muitas vezes você tem, em uma página, conteúdo muito bom, mas relativamente incompleto. Talvez porque tenha sido escrito há muito tempo, quando você não tinha uma noção tão clara da persona que visita o seu website. Talvez porque pouco se sabia de um assunto.

Todavia, hoje eles são grande fonte de visitas e bem reconhecidos por buscadores. Investir em estendê-los passa então a ser uma boa ideia para que eles assumam o caráter de textos âncora e tenham um destaque especial dentro do website.

Essa é a oportunidade de fazer coisas como aumentar a autoridade do seu domínio ou melhorar a linkagem externa. Transformar artigos simples em artigos âncora é, portanto, uma das ótimas decisões que você pode tomar com relação ao conteúdo publicado em uma blog.

Entretanto essa não é a única vantagem de aumentar ou atualizar postagens. Ao fazê-lo você tem a oportunidade de mudar a palavra-chave foco de um artigo, por exemplo, e buscar outros tipos de visitantes que têm como objetivo chegar a um determinado tipo de conteúdo.

Atualizações são também uma ótima maneira de fazer com que a sua persona caminhe pelo funil de vendas. Conteúdos mais completos têm, por definição, foco em outras etapas do Inbound Marketing e vão ajudar os seus visitantes a se tornarem leads e, se tudo der certo, clientes.

Como e quando estender um conteúdo?

O momento certo para estender o conteúdo é quando você consegue, por meio do Analytics, determinar a necessidade de expandir o conhecimento compartilhado à respeito de um tópico. Isso pode advir de um aumento nos acessos de uma postagem específica ou das buscas relacionadas à ela. Mas também pode acontecer nos casos em que elas se tornaram obsoletas e, para continuar existindo em sua página, precisam de um bom upgrade.

A maneira certa de estender um conteúdo, por sua vez, é contemplando os pontos que não foram abordados na postagem inicial e detectando nela os principais problemas de conversão apresentados. Talvez, na primeira vez que postou um conteúdo, você tivesse optado pelos gatilhos de conversão errados e queira corrigir isso. Ou, quem sabe, tem um novo direcionamento para o texto e um CTA mais relevante que pode levar as pessoas se engajarem mais efetivamente com esse conteúdo.

De qualquer forma expandir um texto é algo que exige um Guia Completo sobre tamanho de post ideal para blog! e bastante pesquisa. Apenas aumentar um conteúdo para tentar dar a ele relevância é algo que pode dar errado sem as orientações corretas.

Após descobrir algumas curiosidades acerca do tamanho de post ideal, que tal aproveitar os conhecimentos que você adquiriu neste artigo e colocá-los em prática a partir de hoje?

Se você gostou deste post, então você vai gostar do E-book com 8 dicas de técnicas pra voce baixar gratuitamente potencializar seu Site. Baixar Ebook